Real Time Web Analytics

21 de set de 2012

ADVOGADOS ZOMBAM DE CRIME AMBIENTAL!

VERGONHA DE SER BRASILEIRA, DE "PROFISSIONAIS" QUE MENOSPREZAM A VIDA E DE UM HOMEM COVARDE COMO ESTE QUE ESPANCOU A CADELINHA!
VOU DIZER UMA COISA,  TALVEZ ESTE HOMEM PRECISASSE TAMBÉM DE UMA BOA CABAÇADA DE PAU" PARA VER SE AMANSA. CONCORDAM?
Segue posicionamento da SPAC perante a barabaridade e zombaria...
Advogados zombam de crime ambiental na audiência da cadelinha espancada Lessie em Curitiba
...
Hoje no Juizado Especial Criminal aconteceu a audiência referente ao espancamento da cadelinha Lessie no dia 30 de julho de 2012, na época com seis meses de idade, pelo proprietário da casa onde a família da Lessie é inquilina no bairro Santa Cândida em Curitiba.

No dia do fato a Lessie foi levada por sua família para atendimento na Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba (SPAC). Chegou em choque, com sinais de espancamento na região da cabeça. Levou alguns dias para conseguir se locomover, teve vários episódios de convulsão e acabou por perder a vista direita. Denunciamos o crime a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA).

Valdomiro Nagata, responsável por espancar a cadelinha, compareceu a audiência acompanhado de “dois advogados”. Ele admitiu ter espancado a cadelinha alegando que ela o teria atacado. Além das testemunhas alegarem o contrário, nós nos manifestamos contra a sua declaração absurda, sendo que a cadelinha Lessie é muito dócil, conviveu com outros animais e pessoas que circulavam na entidade por dias sem demonstrar nenhuma agressividade, sendo que na época que foi agredida tinha seis meses de idade, menos de 4 kgs de peso,é uma cadelinha de pequeno porte, e mesmo que tivesse “assustado”o Sr. Nagata como alegou, não justificaria sua atitude cruel, covarde e desproporcional. Na verdade, sua declaração é no mínimo ridícula. Ele ainda reclamou muito da Lessie e dos animais que a filha da inquilina levava para a casa, o que confirma os relatos da família e testemunhas de que vinha fazendo ameaças devido a presença da cadelinha na casa.

Revoltante também foram as declarações dos advogados sobre o comportamento da cadelinha que após levar uma “camaçada de pau” teria se tornado dócil, o que rebatemos imediatamente, além das declarações que a inquilina e seus cães agora “irão para rua e terão que ir morar na Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba”. Respondemos que devem pensar bem antes de fazer ameaças.

O Sr. Nagata, por ser réu primário, teve o benefício da transação penal, benefício que não receberá pelos próximos 5 anos se for denunciado novamente. Aceitou o benefício com multa no valor de 1/3 de sua remuneração mensal declarada, que deverá ser revertida a uma organização não governamental credenciada ao Juizado.

A Lessie está com amigos da família, e irá para sua casa nova neste fim de semana, quando sua família desocupará o imóvel do Sr. Nagata por vontade própria. Informamos que não devem aceitar ameaças ou intimidações e devem comunicar a polícia qualquer fato que vier a ocorrer.

Segue em anexo foto da Lessie ainda na SPAC.

Soraya Simon
Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba
www.spacuritiba.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário