Real Time Web Analytics

12 de ago de 2013

Graminha para os pets - milho de pipoca

Você sabia que o seu gatinho pode e deve comer graminhas? Claro que o matinho deve ser livre de herbicidas e sujeiras. Os meu gatos são super fãs de uma graminha verde e fresca! Para garantir o saboroso petisco gramíneo para a turma, decidi cultivar um vasinho. Plantei num vasinho simples, mas não pude deixar dentro do apartmento, pois a curiosidade dos felinos não deixaria os grão germinarem com toda certeza. Encontrei então um cantinho no condomínio, com um pouco de sol e logo o lanchinho estara sendo servido para os meus gatinhos xEsta é minha hóspede que gosta de passear de coleira. Numa saidinha ela encontrou estas graminhas e se "atracou"!



Pesquisando os "porquês" deste gosto encontrei uma explicação que gostei no facebook do Cachorro Verde:

Por que cães comem mato?
Canídeos em geral - felinos também! - comem mato. É um comportamento ancestral, fisiológico. Comem porque gostam e/ou para incrementar a dieta com nutrientes específicos (fibras, enzimas, minerais, clorofila, probióticos).  Ao contrário do que se pensa, um cão que procura grama ou outros "matos" para mordiscar não está necessariamente sofrendo de dor de barriga, desnutrição ou verminose. Aqui todos os nossos quatro cães "pastejam" regularmente. As cadelas mais novas aprenderam com nossos cães mais velhos. Gostam de farejar e selecionar calmamente - como uma família de vaquinhas - grama, matinhos altos e ervas que mantemos em vasos: orégano, sálvia, manjericão e salsinha. E tudo bem, porque o nosso jardim não é tratado com herbicidas ou pesticidas e é regado frequentemente, o que ajuda a diluir poluentes trazidos pelas chuvas e vento. Em mais um artigo super interessante, a veterinária holística Karen Becker explica a diferença entre o animal que busca desesperadamente engolir grandes bocadas de qualquer mato para aliviar um desconforto provocando vomito ou diarreia, e o pet que seleciona cuidadosamente um matinho gourmet para degustar.

Video sobre o assunto (em inglês) AQUI

Fonte: CACHORRO VERDE - FACEBOOK

Nenhum comentário:

Postar um comentário